Ver todas noticias

Negocia√ß√Ķes de venda da fatia da ADM est√£o em andamento

Os projetos de Limeira do Oeste e Jataí, anunciados em 2008, marcaram a estreia da ADM no segmento sucroalcooleiro brasileiro. Em Jataí ainda não houve investimentos, mas a unidade de Limeira do Oeste tem capacidade para processar 3 milhões de toneladas de cana por safra. Com base nessa capacidade e um valor de venda estimada em US$ 120 por tonelada de cana, a venda da participação da múlti poderá ser fechada por cerca de US$ 360 milhões. Fontes da área afirmam que já há negociações em curso para a transferência da fatia americana, e que elas ganharam corpo nos últimos dias. Cinco grupos estão no páreo, entre os quais o belga Alco Group (Alcotra) e o Noble. Ambos também foram procurados pelo jornal Valor Econômico  e preferiram não se pronunciar a respeito. Nas conversações, Cabrera admitiu reduzir sua participação na usina do Triângulo Mineiro de 51% para 20%. No caso da unidade de Jataí, a que continua no papel, a capacidade de moagem foi projetada para processar 2 milhões de toneladas. Inicialmente o foco deverá estar na produção de etanol e na cogeração de energia a partir do bagaço de cana. Os investimentos previstos chegam a R$ 500 milhões.-MDC

Site da Eclipse