Ver todas noticias

Professora da UnB diz que faltou educação no uso da internet na campanha eleitoral

Embora não seja novidade o uso da internet nas campanhas políticas, o fato é que as informações lançadas na rede mundial de computadores tiveram papel importante no processo eleitoral deste ano no Brasil. No entanto, para a cientista política Lúcia Avelar, professora da Universidade de Brasília (UnB), o uso da rede de forma acusatória e, muitas vezes leviana, deixou explícita a "falta de educação" ao lidar com uma ferramenta de comunicação tão importante. "Esse processo eleitoral demonstrou que ainda estamos meio deseducados para a utilização da internet em uma campanha política", disse a professora, que defende esse meio de comunicação como poderosa ferramenta de mobilização. "A internet ficou aquém do que a gente esperava dela neste processo eleitoral. O que se viu foi muita baixaria e isso é lamentável", disse a professora ao comentar os vídeos e os e-mails apócrifos distribuídos com acusações sobre os candidatos.-MDC

Site da Eclipse