Ver todas noticias

Especialistas em marketing dizem que a abordagem estatal tem seus limites

Embora o governo chinês reconheça o valor do poder suave, ele deve promover coisas "que estão acontecendo culturalmente e espontaneamente" no país, como sua cena vibrante de arte visual, diz o diretor-presidente da Ogilvy & Mather Worldwide, Miles Young. Ele diz que outros países, como a Coreia do Sul e o Japão, conseguiram aumentar sua influência cultural quando apoiaram o desenvolvimento de uma cultura popular contemporânea em conjunto com as iniciativas governamentais, o que impulsionou a credibilidade desses países. O comercial de TV que passará no Times Square foi requisitado pela Agência de Informações do Conselho de Estado da China e produzido por uma agência local chamada Shanghai Lintas Advertising. A propaganda parece projetada para humanizar as relações internacionais com a China de modo bem literal, com uma série de fotografias - o primeiro astronauta chinês a entrar em órbita, alguns diretores de cinema, um executivo de uma estatal - com títulos como "Agricultura Chinesa de Ponta" e "Premiado Talento Chinês".-MDC

Site da Eclipse