Ver todas noticias

Pesquisas sobre malária deram origem à empresa Amyris Biotechnologies

A Amyris Biotechnologies, criada em 2003, surgiu do trabalho de um grupo de pesquisadores americanos de pós-doutorado que trabalhavam no Departamento de Engenharia Química e Bioengenharia da Universidade da Califórnia, em Berkeley, coordenados pelo professor Jay Keasling, hoje sócio-fundador da companhia. A primeira descoberta da empresa foi a artemisinina obtida a partir de uma bactéria muito usada em laboratório, a Escherichia coli - tudo graças a um processo de reengenharia genética. A artemisinina é o princípio ativo de um medicamento que combate a malária e é usado na África e na Ásia. Até a descoberta, só a planta artemísia era capaz de fornecer a matéria-prima para o medicamento. A principal vantagem da bactéria modificada em laboratório é que ela produz o remédio a um custo 90% mais baixo. As pesquisas da Amyris foram financiadas pelo Instituto OneWorld Health, da Fundação Bill & Melinda Gates, que transferiu a tecnologia de produção para a Sanofi-Aventis. O objetivo da transferência de tecnologia é que o laboratório farmacêutico produza o medicamento em grande escala a preços menores e possa distribuí-lo em países pobres.-MDC

Site da Eclipse