Ver todas noticias

Além da questão técnica, há incertezas advindas do mercado

"O que se viu até agora em escala piloto aponta para um custo mais baixo que o do diesel de petróleo. Se for viável economicamente, será um produto revolucionário", explica Fernando Reinach, biólogo que presidiu a Votorantim Novos Negócios e hoje faz parte do conselho da Amyris. O executivo sênior da área de agronegócios da consultoria Accenture Brasil, Kleber Alencar explica que produzir em grande escala traz o benefício da diluição dos custos e, potencialmente, dos preços do produto final. Mas a Amyris está sujeita a uma variável que define o desempenho de boa parte das tecnologias verdes: o preço do petróleo. "Na produção de combustíveis alternativos, por exemplo, a variação do valor do barril pode estimular a migração do consumo", diz Alencar. Há ainda a influência dos preços dos demais derivados da cana (açúcar e etanol), que podem tornar menos atraente a produção do diesel.-MDC

Site da Eclipse