Ver todas noticias

Cinza do bagaço de cana na construção civil

As pesquisas científicas não param de buscar novidades e no futuro, prédios podem ser feitos a partir da cinza da queima do bagaço da cana-de-açúcar. A ideia partiu do pesquisador Almir Sales, professor da Universidade Federal de São Carlos. Ele usou a cinza do bagaço, para fazer o concreto. E assim reduziu em até 50% o uso da areia. A pesquisa mostrou que cada tonelada de bagaço de cana gera 25 quilos de cinza. Só em 2010, foram mais de quatro milhões de toneladas deste subproduto da cana, que nem sempre é aproveitado. Evitar prejuízos ao meio ambiente é uma das principais propostas do projeto. Segundo o pesquisador há um duplo ganho ambiental, que é a diminuição da extração da areia dos leitos dos rios, a diminuição da necessidade de aterros sanitários para dispor as cinzas e o ganho tecnológico. O concreto feito com a cinza substituindo a areia promove um ganho de 15% a 17% em sua resistência, agregando valor ao mesmo. A esperança do setor é que aconteça com a cinza o mesmo que já ocorreu com o bagaço. Antes, eram montanhas do resíduo que não serviam pra nada. Atualmente, a queima do bagaço gera energia elétrica capaz de suprir milhões de residências.-MDC

Site da Eclipse