Ver todas noticias

O desafio de extrair álcool do bagaço da cana

A questão virou prioridade no laboratório chefiado por Elba, na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Para avançar mais rapidamente, formou uma rede de pesquisadores na academia e em empresas. Para fazer o conhecimento circular, promoveu o primeiro congresso internacional sobre o tema no Brasil, em 1993. Agora, duas décadas após seu retorno da Inglaterra, ela espera tornar sua visão realidade. Nos próximos meses, a empresa mineira Biomm pretende aplicar as enzimas de Elba em escala industrial. "Requisitamos um pedido de patente no Brasil e no exterior para essa mistura enzimática", diz Elba.-MDC

Site da Eclipse