Ver todas noticias

Terminal da Vale em São Luís, MA também será ampliado

O principal projeto nesta área em 2011, abocanhando quase um terço dos recursos (US$ 1,4 bilhão) destinados à logística, é a ampliação do corredor de escoamento de produção de minério de ferro de Carajás (PA). Será o maior valor destinado a um único projeto em 2011. Batizado de Capacitação Logística Norte, ele compreende a duplicação da Estrada de Ferro Carajás (EFC), que liga Carajás a cidade de São Luís (MA) que hoje funciona apenas em uma via, e a ampliação do terminal marítimo Ponta da Madeira, localizado na capital maranhense. A magnitude do investimento dá a dimensão da importância do projeto para a Vale. É da Região Norte que vêm as maiores perspectivas de crescimento para os negócios no segmento de minério de ferro, carro-chefe da companhia. Com a duplicação da Estrada de Ferro Carajás, sua capacidade de movimentação de minério passará de cerca de 120 milhões de toneladas para 230 milhões até 2014/2015. O salto permitirá à Vale ampliar a meta de produção nacional de 311 milhões de toneladas de minério em 2011 para 522 milhões de toneladas em 2015. (Jornal O Globo)-MDC

Site da Eclipse